Museu Usina e sua história em Imbituba – Cerveja Imbé
Notice: Undefined variable: tags_name in /srv/app14.c2c3da20.configr.cloud/www/wp-content/themes/page-builder-framework-child/functions.php on line 64

Blog da Imbé

Museu Usina e sua história em Imbituba

Antes da energia de Imbituba ser controlada pela CELESC, a nossa cidade possuía uma Usina, dirigida pela Companhia Docas, até 1982. Por conta disso, a Usina sempre foi algo muito importante para o nosso munícipio e não é à toa que é ela que carrega a nossa história.
No entanto, somente em 1998 é que foi reconhecida a importância da Usina. Nesse ano, o prédio foi restaurado pelo engenheiro e diretor da Companhia Docas, Gilberto Barreto da Costa Pereira. A Usina, então, passou a ser chamada de Museu da Cidade e do Porto de Imbituba. Um tempo depois, Barreto saiu da Companhia Docas e, por isso, o museu acabou sendo esquecido e saqueado. Apenas no ano de 2011 é que a Usina passou a chamar atenção novamente numa tentativa de passá-la para a Prefeitura de Imbituba, já que, até então, a Usina era propriedade da Companhia Docas, porém, foi um fracasso.
Até que, em 2013, a valorização do patrimônio cultural voltou aos holofotes na Prefeitura de Imbituba, principalmente porque houve a criação da Secretaria Municipal de Cultura. Naquele momento, a Usina era usada pela Companhia Teatral Desmontagem Cênica para ensaios e apresentações.
Em 15 de dezembro de 2012, ano que acontecia a concessão do Porto de Imbituba, o engenheiro Gilberto Barreto descobriu que o terreno e o prédio da Usina eram, agora, da União, já que essa área fazia parte da área portuária concedida pela Companhia Docas. Sabendo disso, a prefeitura entrou num processo para conseguir que a Usina fosse doada para a Prefeitura de Imbituba, pela Superintendência do Patrimônio da União em Santa Catarina. Apenas em 15 de julho de 2017, a posse da Usina foi oficialmente passada para a prefeitura. Mas, desde dezembro de 2013, a prefeitura busca recursos para a reforma da Usina.
Voltando a falar de 2013, que foi um ano de vitória para a Usina. Nesse ano, o Projeto Usina do Saber ficou em primeiro lugar no Prêmio Elizabete Anderle e recebeu um Prêmio Catarinense de Patrimônio Material e Imaterial no valor de 100 mil reais.
Hoje, o Museu Usina adota medidas democráticas para que todos os artistas e grupos de pessoas possam usufruir do espaço de maneira gratuita e, dessa forma, compartilhar cultura com imbitubenses, turistas e pessoas da região sul de Santa Catarina.

Você já conhecia a história do Museu Usina? Conta pra gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Assine nossa Newsletter

Novidades, informações e história.