Buraco quente – Cerveja Imbé
Notice: Undefined variable: tags_name in /srv/app14.c2c3da20.configr.cloud/www/wp-content/themes/page-builder-framework-child/functions.php on line 64

Blog da Imbé

Buraco quente

Como nesta época de pandemia não estamos podendo sair para papear com os amigos e tomar uma boa cerveja, podemos fazer uma receita de comida de boteco e criar o nosso boteco caseiro. Que tal? Hoje vai ter buraco quente.

Ingredientes
6 pães de trigo
½ kg carne frescal ou seca (charque)
2 colheres (sopa) de azeite
2 tomates picados
1 cebola grande picada
2 dentes de alho amassados
½ xícara de queijo parmesão ralado
½ colher de chá de páprica picante


Modo de fazer
Se a carne for seca, corte em pedaços grandes e deixe-os de molho de um dia para o outro, em uma bacia com água, na geladeira. Troque a água umas 3 vezes. Se for frescal, não há necessidade.
No dia seguinte, em uma panela de pressão, coloque o azeite e doure a cebola, depois o alho. Assim que perfumar, junte os tomates por alguns minutos. Logo em seguida, a páprica e os pedaços da carne.
Note que, nesta receita, não vai sal, porque as carnes já são salgadas.
Acrescente água, um dedo acima dos preparos. Feche a panela e, quando começar a apitar, conte 20 minutos e, depois desse tempo, desligue.
Deixe sair toda a pressão antes de abrir a panela. Desfie a carne e misture-a novamente ao molho. Reserve.
Importante: se ainda tiver água no molho quando você abrir a panela, ligue o fogo novamente e deixe cozinhar até secar toda a água. Mantenha a panela sem tampa para evaporar mais rápido.
Pegue cada pão, abra um buraco no meio e tire um pouco do miolo. Cuidado para não tirar muito no final, para que o molho não escorra.
Preencha cada pão com a carne.
Cubra com queijo parmesão.
Coloque no forno quente apenas para esquentar o pão. Não deixe torrar.
Sirva em seguida, afinal é um buraco quente, você não vai querer servir frio, não é mesmo?

E é claro, uma comida de boteco tem que vir acompanhado de uma boa cerveja.

Belgian Blond Ale com Butiá – 600ml

Essa cerveja artesanal é dourada de forma moderada, possui uma sutil complexidade belga, levemente adocicada e com final seco.

Leve aroma terroso e condimentado de lúpulo, acompanhado de uma suave característica adocicada do malte Pale Ale. Forte presença do aroma cítrico do butiá.

Amargor médio do lúpulo e do álcool para equilibrar. Leve sabor de lúpulo e final marcante do butiá.

Colarinho branco, abundante, denso e cremoso, com boa retenção, apresentando rendado belga.

Também pode ser harmonizada com filé grelhado, hambúrguer e outros petiscos à base de carnes bovinas ou suínas.

Imagens e receitas gentilmente fornecidas por www.coisasdaleia.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Assine nossa Newsletter

Novidades, informações e história.